TRE-AC realiza encontro com jornalistas do Alto Acre em Brasileia

O evento que contou contou com mais de 20 participantes teve como objetivo tratar das Eleições Gerais de 2018.

Encontro com Jornalista em Brasileia

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) realizou na manhã desta quarta-feira, 13, um encontro com jornalistas da região do Alto Acre para tratar das Eleições Gerais de 2018. O evento ocorreu no auditório do Centro de Educação Permanente (Cedup), em Brasileia, e contou com mais de 20 participantes.

Estiveram presentes no encontro a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargadora Regina Ferrari, os juízes eleitorais Gustavo Sirena (6ª Zona), Luís Gustavo Alcalde (2ª Zona) e Afonso Braña (8ª Zona), além do promotor eleitoral da 6ª Zona, Carlos Pescador. O juiz de direito, Clovis Lodi e a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, também prestigiaram o evento.

"Eleição se faz com a participação de todos, razão pela qual solicitamos o apoio da imprensa para a construção dessa grande missão, que é a democracia, combatendo as falsas notícias e as notícias negativas com o simples objetivo de derreter uma candidatura. Vamos em busca de notícias propositivas, com ética e responsabilidade, pois o dever de todos nós, enquanto cidadãos, é construir um país livre, de igualdade", destacou a presidente, na abertura do evento.

O juiz Gustavo Sirena, que atua na 6ª Zona Eleitoral, cuja sede é Brasileia, agradeceu o empenho da presidente, dos servidores da Justiça Eleitoral e dos profissionais da imprensa para que o encontro fosse realizado. Ele acredita que a informação é a principal aliada no combate às irregularidades cometidas no período eleitoral.
"Reuniões como essa são importantes para esclarecer dúvidas dos profissionais que atuam diretamente com a divulgação da informação e, consequentemente, reduzem os números de representações", comentou o magistrado.

Duas palestras foram ministradas pelas secretárias Judiciária e de Tecnologia, Luciana Arruda e Rosana Magalhães, respectivamente, sobre os principais prazos previstos no Calendário Eleitoral de 2018 e os sistemas eleitorais de votação.

O encontro contou com a parceria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Acre (Sinjac), entidade representada pelo jornalista Alexandre Lima naquela região. Para ele, a realização do evento foi muito importante para instruir e direcionar os trabalhos dos profissionais da imprensa durante o período eleitoral. "Hoje em dia a fake news está muito presente e a legislação cada vez mais rigorosa, por isso precisamos estar sempre buscando a atualização dos nossos conhecimentos para não cometermos erros", destacou.
 
Calendário eleitoral e sistemas eleitorais
 
Durante o evento foram abordados diversos temas eleitorais de interesse da imprensa, com o objetivo de instruir os jornalistas participantes sobre os principais prazos previstos no calendário eleitoral, bem como as mudanças trazidas pelas reformas política e eleitoral.

A secretária Judiciária, Luciana Arruda, falou que todas as informações relacionadas ao calendário eleitoral, pesquisas e demais resoluções e normas estão disponíveis no portal das eleições no site do Tribunal. O endereço da página é http://www.tre-ac.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018/vem-pra-urna.

Durante a palestra, destacou os prazos que merecem destaque da imprensa por se tratarem de assuntos de interesse dos eleitores, partidos e candidatos. Entre eles, mencionou os prazos para filiação partidária, que se dá seis meses antes das eleições; o fechamento do cadastro eleitoral, que ocorreu no dia 9 de maio, data a partir da qual o eleitor não pode mais requerer inscrição eleitoral ou regularização; a propaganda intrapartidária, que estará liberada a partir do dia 5 de julho; diversas condutas vedadas aos agentes públicos a partir do dia 7 de julho; as convenções partidárias que deverão ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto, entre outros prazos.

A secretária de TI, Rosana Magalhães, abordou temas ligados aos sistemas eleitorais e falou também sobre o aplicativo e-Título, idealizado pelo TRE acreano e desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral para ser utilizado em todo o país; sobre o voto em trânsito, cerimônias de auditoria da votação eletrônica, geração de mídias, preparação e lacre de urnas, entre outros procedimentos adotados pela Justiça Eleitoral para a realização das eleições por meio do sistema eletrônico de votação.

Últimas notícias postadas

Recentes