Presidente e vice do TRE-AC participam do lançamento do Programa de Enfrentamento à Desinformação

Ao todo, 34 instituições, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas, assinaram termo de adesão à iniciativa

Ao todo, 34 instituições, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas, assinaram termo de adesão à iniciativa

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargadora Denise Bonfim, e o vice-presidente e corregedor da Corte, desembargador Elcio Mendes, participaram, na última sexta-feira, 30, em Brasília-DF, do lançamento do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, de iniciativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Durante o evento, que foi conduzido pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, 34 instituições convidadas – entre partidos políticos e entidades públicas e privadas – assinaram o termo de adesão ao programa, que tem a finalidade de enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e à credibilidade da Justiça Eleitoral, à realização das eleições e aos atores envolvidos no pleito.

Para a desembargadora-presidente Denise Bonfim, a iniciativa de combater a desinformação é de suma importância para a sociedade brasileira, já que visa uma maior segurança aos pleitos eleitorais, a partir do engajamento de diversas instituições, das mais variadas áreas do conhecimento.

O programa 

O programa foi organizado em seis eixos temáticos. O primeiro, “Organização interna”, visa à integração e à coordenação entre os níveis e as áreas que compõem a estrutura organizacional da Justiça Eleitoral e a definição das respectivas atribuições contra a desinformação.

Outro eixo que será trabalhado é a “Alfabetização Midiática e Informacional”, que tem o objetivo de capacitar as pessoas para identificar e checar uma desinformação, além de estimular a compreensão sobre o processo eleitoral.

Sobre o tópico “Contenção à Desinformação”, a ideia é instituir medidas concretas para desestimular ações de proliferação de informações falsas. Já com o eixo “Identificação e Checagem de Desinformação”, o TSE pretende buscar o aperfeiçoamento e novos métodos de identificação de possíveis práticas de disseminação de conteúdos falaciosos.

Os eixos “Aperfeiçoamento do Ordenamento Jurídico“ e “Aperfeiçoamento de Recursos Tecnológicos” também fazem parte do programa lançado pelo TSE.

Confira abaixo a lista das instituições que aderiram na tarde de hoje ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020:

1. Abert – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

2. ABI – Associação Brasileira de Imprensa

3. Abranet – Associação Brasileira de Internet

4. Abratel – Associação Brasileira de Rádio e Televisão

5. Abrint – Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações

6. ANJ – Associação Nacional dos Jornais

7. Agência Aos Fatos

8. Associação Acredito

9. Abracom – Associação Brasileira das Agências de Comunicação

10. Associação InternetLab de Pesquisa em Direito e Tecnologia

11. Boatos.org

12. CGI.br – Conselho Gestor da Internet

13. Instituto Palavra Aberta

14. Instituto Update

15. Ministério da Justiça e Segurança Pública

16. Ministério Público Federal

17. Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil

18. Partido Avante

19. Partido Comunista do Brasil – PCdoB

20. Partido Democracia Cristã – DC

21. Partido Democratas – DEM

22. Partido Renovador Trabalhista Brasileiro – PRTB

23. Partido Solidariedade

24. Partido Progressistas

25. Partido Republicanos

26. Partido Trabalhista Brasileiro – PTB

27. Politize!

28. Safernet Brasil

29. SBC – Sociedade Brasileira de Computação

30. Secretaria Executiva do Comitê Nacional do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral

31. Agência Lupa

32. Partido Social Cristão – PSC

33. Partido Podemos

34. Partido Democrático Trabalhista – PDT

(Com informações do TSE)

Mais agenda

Ainda em Brasília, os desembargadores Denise Bonfim e Elcio Mendes participaram da Reunião de Presidentes e Corregedores da Justiça Eleitoral.

O evento aconteceu na última sexta-feira, 30, no auditório do Tribunal Superior Eleitoral.   

Últimas notícias postadas

Recentes