Desembargador Adair Longuini despede-se da magistratura em sessão no TRE-AC

Homenagem ao desembargador Adair Longuini

Em sessão solene realizada no início da noite desta quinta-feira, 23, despediu-se da magistratura acreana o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargador Adair Longuini.

Aos 62 anos, o magistrado declarou ter chegado a hora de encerrar tão honrosa missão. “Penso que no lugar de discurso, de minha parte, hoje é dia de agradecimentos. Minha gratidão, em primeiro lugar, a Deus que permitiu servir ao Poder Judiciário do Estado do Acre por 27 anos. Dez deles, aproximadamente, acumulando funções neste ambiente muito rico da Justiça Eleitoral”, declarou.

O biênio exercido sob a presidência do desembargador Adair Longuini foi de grandes feitos. Em um relatório impresso em formato de revista, entregue aos membros e aos convidados, atividades como o recadastramento dos eleitores da capital acreana, eleições de 2014 e o início da construção da nova sede do Tribunal marcam os dois anos de atuação do magistrado.

Ainda como parte da prestação de contas do biênio, o presidente fez a apresentação do vídeo produzido pelo Tribunal sobre as Eleições de 2014, que documenta todo o processo eleitoral, desde o registro de candidaturas à diplomação dos candidatos eleitos.

Em seguida, o presidente apresentou o Sistema Eletrônico de Informação – SEI, que foi adotado pelo Tribunal. O Sistema, desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, permite a virtualização dos processos administrativos, com a consequente eliminação de papel e enorme ganho em segurança, transparência e celeridade processual. Todos os servidores do órgão já foram treinados para o uso da ferramenta.

O magistrado recebeu homenagens dos membros da Corte e demais autoridades presentes. Em seu discurso, a vice-presidente do TRE-AC, desembargadora Waldirene Cordeiro, disse que o magistrado se despede da carreira mantendo o mesmo entusiasmo de quando ingressou.

“Seu exemplo de dinamismo e firmeza de posicionamentos – estes nem sempre queridos, mas respeitados – serão perpetuados na história da Justiça, não somente na Justiça Eleitoral, mas na Justiça Brasileira”, completou.

A cerimônia contou com a presença de autoridades do Estado, dentre elas, o governador Tião Viana, que foi condecorado com a Medalha do Mérito da Justiça Eleitoral do Estado do Acre, por relevantes serviços prestados ao órgão eleitoral.

 

Trajetória

 

Adair Longuini ingressou na magistratura do Estado do Acre em 1988, nomeado juiz de Direito na Comarca de Cruzeiro do Sul. Presidiu o julgamento do “Caso Chico Mendes” quando juiz de Direito da Comarca de Xapuri. Foi Juiz Eleitoral nas Zonas Eleitorais de Xapuri e de Rio Branco; membro do TRE-AC na classe de juiz de Direito (biênio 1996-1998), e diretor do Foro da Capital de Rio Branco (biênio 2005-2007).

Em 2007 foi promovido por merecimento ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Acre, tendo exercido a vice-presidência órgão no biênio 2009-2011 e a presidência no biênio 2011-2013. Neste ano, completou oito anos de desembargo, se aposentando do cargo aos 62 anos de idade.

Últimas notícias postadas

Recentes