Corte elege membros para a Corregedoria e Escola Judiciária Eleitoral

Eleição para a Corregedoria e EJE

Os juízes membros do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), Raimundo Nonato da Costa Maia e Antônio Araújo da Silva foram eleitos em sessão extraordinária ocorrida na tarde desta quinta-feira, 9, para os cargos de corregedor regional eleitoral e diretor da Escola Judiciária Eleitoral “Evandro Marques de Sousa”, respectivamente.

Os cargos ficaram vagos na semana passada em decorrência do término do biênio da desembargadora Waldirene Cordeiro, que desempenhou funções de vice-presidente e corregedora, e do juiz membro Cloves Augusto Alves Cabral Ferreira, que foi diretor da EJE nos últimos dois anos.

A renovação dos cargos, segundo o presidente do TRE-AC, desembargador Roberto Barros, é importante do ponto de vista democrático. Entretanto, ele considera que todos que ocuparam esses cargos deixaram grandes trabalhos, os quais devem ter continuidade.

“Desejo a ambos muito sucesso nesse novo desafio, que eu sei que será cumprido com muita competência que lhes é peculiar. Aproveito para colocar a presidência deste Tribunal à disposição dos senhores para dar apoio no que for preciso para que suas funções sejam cumpridas com êxito”, ressaltou.

A partir de março, o TRE-AC, por meio da Corregedoria Regional Eleitoral, dará início ao recadastramento biométrico em seis municípios acreanos, começando por Cruzeiro do Sul, que representa o segundo maior colégio eleitoral do Estado. Para o novo corregedor, este será um dos maiores desafios de sua gestão. “Faremos o possível para cumprir o cronograma de atividades nos municípios ainda este ano”, destacou.

O diretor da EJE, juiz Antônio Araújo, salientou que há uma necessidade de investir na qualificação dos servidores, o que deverá ser priorizado em 2017. “Vamos aproveitar que estamos em um ano não eleitoral para focar nessa necessidade. Em 2018 focaremos na conscientização do eleitor”, completou.

Últimas notícias postadas

Recentes