TRE-AC tem participação efetiva em reunião do GT de Comunicação da Justiça Eleitoral

Grupo se reuniu nessa terça (19), no TRE-BA, durante abertura do seminário “Transformações na Comunicação: Novos Paradigmas Pós-Pandemia”

Grupo se reuniu nessa terça (19), no TRE-BA, durante abertura do seminário “Transformações na Co...

Assessores de Comunicação da Justiça Eleitoral, que formam o Grupo de Trabalho na área, reuniram-se na manhã desta terça-feira (19/1) para definir estratégias de fortalecimento na produção e circulação de conteúdos e projetos informativos durante o ano de 2021.  O encontro marcou a abertura do seminário “Transformações na Comunicação: Novos Paradigmas Pós-Pandemia”, que acontece até esta quarta (20), na sede do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, em Salvador.

Na ocasião, foram debatidos temas como a aprovação das diretrizes do I Prêmio de Comunicação do Colégio de Presidentes do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (Coptrel). Proposto pelo presidente do TRE-BA e do Coptrel, desembargador Jatahy Júnior, o prêmio tem o objetivo de valorizar iniciativas dos TREs do país que atuam a partir de valores como cidadania, ética, democracia e prestação de serviço público.

A ideia é que a primeira edição do prêmio aconteça em 2021 em caráter experimental e restrito ao público interno, mas que, a partir de 2022, possa contemplar outros profissionais de comunicação, que atuam na cobertura de temas ligados à Justiça Eleitoral.

Durante a reunião do GT-Com, também foi discutida a importância de uniformizar a identidade visual da Justiça Eleitoral em todos os Regionais, a partir de um Manual de Identidade Visual e a definição de uma Política de Comunicação Institucional. Com esta ação, destacaram os assessores presentes, a Justiça Eleitoral teria fortalecida a imagem única de uma instituição sólida e que atua nacional e localmente.

Representantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que integram o GT anunciaram que está na programação de 2021 a reformulação da intranet, considerando que o público interno é o melhor porta-voz da Justiça Eleitoral e, para tanto, precisa estar bem informado. Foi consenso a importância de investir no enfrentamento à desinformação a partir da atuação de servidores e demais colaboradores, para mitigar os efeitos de notícias falsas e boatos sobre a segurança do processo eleitoral e do voto eletrônico, além do próprio papel da Justiça Eleitoral.

O TSE estuda ainda a possibilidade de investir em uma extranet, canal que se provou necessário no contexto de atuação remota por conta da pandemia de Covid-19. Também foi antecipado na reunião do GT, o conteúdo das principais campanhas da Justiça Eleitoral para 2021. O TSE irá combater a violência política, com ênfase na questão de gênero, e também irá incentivar novas lideranças políticas, com destaque para a comunicação direta feita aos jovens eleitores.

Em fevereiro, quando a Justiça Eleitoral comemora o seu dia (22/02), o TSE irá realizar, ao longo do mês, uma série de depoimentos enfatizando que todos, de magistrados a colaboradores e voluntários, têm um papel importante no fortalecimento da democracia no país. Tal campanha será fundamental para preparar o público para as Eleições de 2022.

Participaram da reunião do GT-COM a assessora-chefe de Comunicação do TSE, Giselly Siqueira; as coordenadoras Tatiana Cochlar, Fábia Galvão, e Laura Gracindo, todas do TSE; Felisberto Bulcão (TRE-BA); Ana Patrícia Tancredo Gonçalves (TRE-SC); Fernando Velloso Filho (TRE-DF); Gustavo Tenório (TRE-ES); Paulo Sérgio Teixeira (TRE-AC) e Nadhia Pinheiro (TRE-SP).

Com informações do TRE-BA.

Últimas notícias postadas

Recentes